terça-feira, 12 de agosto de 2014

Sopro

Foi então que conheci ela,
Tão diferente de mim,
Repleta de um mundo desconhecido,
Que tive todo o prazer de explora-lo,
Devagar, e me deliciando de tantas novidades e descobertas.
Ao mesmo tempo me prestei de guia,
Apresentei meu mundo,
Tudo que mais amava e admirava,
E via seus olhos radiantes,
Diante de tanta coisa
E assim descobrimos a felicidade
Em nós dois,
Repletos de possibilidades e diferenças