segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Rugas

Enquanto a pele se eriça
O espirito congela-se
A lingua desenrola-se kilometros
em um dialeto estrangeiro
Do gelo agora quebrado
A vida parece brotar

=======================

Pinga gota amarelada
No ritmo blues da festa que se encerra
Dispersa fumaça
No bafo da janela entre a berta
Veste-se o palitó e o chapéu
E sai pela noite que se apresenta a porta
Dos ecos dos passos
Nos barulhos dos carros
Na noite de insonia
Que se mostrará infinita


domingo, 22 de dezembro de 2013

Formigas

Os caminhos iguais
Diversos só pelo acaso
As pequenas almas
Que seguem a si
Tão cegamente