quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Ode temporal

Ao meu amigo
Amante
Cumplice
Tempo

Tempo que corre comigo
Para comigo
Se expressa por ventos
Ou pela calmaria dos mares

Ao amor ao tempo
Que me acompanha desde o meu nascimento
E estará lá em minha morte
Até meu ultimo suspiro
Quando comigo irá desfalecer

Tempo cresca comigo
Com minhas unhas e cabelos
Evolua e desevolua com meu pensamento
E paire pelo mundo
Assim como pretendo vagar por seus espaços

Tempo, por tanto tempo que de ti fugi
Por tanto tempo que de minhas mãos escapara
Venha agora tomar meus poros e se entranhar em mim

Tempo beije -me e toma meu corpo
Sugue-me a vida aos poucos
Ate restar apenas pele rugas e dentes
Que sorrirão pra eternidade em teu nome
Tempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário