segunda-feira, 16 de setembro de 2013

A inverossimilhança do real

Como acreditar que se faz realidade
Se ocorreu em um pequeno estilhaço de tempo
Não se fez notado
E agora já invade e toma tudo

Como crer em um ciclo
Onde o caminho percorrido
Leva ao ponto de partida

Que irracionalidade é essa
Que transfere a angustia aos sonhos
E os transforma no local ideal
Onde tudo de melhor acontece

Espero por trazer a fumaça ao concreto
E sentir no toque essa realidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário