quarta-feira, 26 de junho de 2013

Do sonho ao poema a carta

sem despedidas permito-lhe ir
afinal quem sou eu?

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Era uma mistura de amor e desejo
Tão grande e retida por tanto tempo
Que esquecemos de tudo ao nosso redor
E entregamos nossos corpos que logo se tornaram um.