domingo, 6 de março de 2011

Duo

Acordei com seu olhar
E do gesto mais simples
Senti o sublime
Do toque mais leve
Acordei os sentidos
E as palavras
chamou me a alma

À beira do ouvido
Dentro dos olhos
Entre os cabelos
Sobre a pele

E do complexo ao simples
Da força a leveza
E vice versa
Na dualidade que soma
Que completa

Nenhum comentário:

Postar um comentário