terça-feira, 31 de agosto de 2010

Você não estava nela,
mas senti que estava perto, tao perto de um sonho
que sonho é esse a qual nunca consigo dormir
ei! onde estiver saiba que estou aqui, mesmo que nunca nos encontremos eu te amarei mesmo sem te conhecer
seus olhos seus sorrisos, e farei poemas pra você, e dançarei contigo
andarei pela praia verei as estrelas e pensarei nas outras querendo estar contigo
você era tão real, real até demais
demasiadamente real para um sonho
nossas maos nossos olhares
e parecia tão certo aquele caminho ondulado
mas pra quem nasceu nos calçadoes de copacabana
sabe que podemos ate brincar em caminhos tortos
preto ou branco eu corro você corre
pena, que pena, o sonho era real
e na realidade nao podemos voar, nem ir tão profundo porque nos faltará ar
não tenho medo da falta de ar e espero que um dia alguem se afogue do meu lado

Nenhum comentário:

Postar um comentário