segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Para minha menina

Batidas fortes, respiração acelerada
Meus olhos te buscavam na multidão
De um lado para o outro andava em aflição
Minutos... Segundos...
Te vi e seus olhos sorriram pra mim.
Naquele momento o tempo podia ter parado
Ficaria ali tranquilo em seus braços
Sentia sua respiração, seus cabelos, seu toque
Tentava te decorar com os olhos,
Gravar na alma o que parecia ser irreal
Enfim aquele beijo novamente,
Aquela sensação e aquele sentimento
Inexplicável
O abstrato existe
E nos prova que não podemos definir tudo,
As vezes é necessario se entregar
E apenas sentir
Sua mão em minha mão
Seus lábios em meu rosto, em meus lábios...
Meus braços cruzados ao seu redor,
Caricias... carinhos... dos melhores!
Dos mais bonitos, puros..
Respiração suave e aflita ao mesmo tempo
Meus olhos se perdiam nos seus
Meu coração se perdia nos seus risos
E minha alma em seu jeito...
Tão incrível e encantador
E ali torcia para o tempo parar
Não queria me ver sozinho novamente
Sem você, distante com aquela saudade que chega dói
Mas que faz cada momento e cada segundo serem gravados
Imortalizados e únicos
Insubistituíveis...assim como você...
Menina, Menino
Sorrisos, olhares, abraços, beijos...
Momentos, contínuos em minhas lembranças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário