domingo, 4 de julho de 2010

Quando penso que te esqueci me testo
me testo de todas as maneiras
E quando lembro do teu sorriso
Do teu carinho
De seus gestou tão doces
E da força daquele abraço
Como que pedisse para que jamais a abandonasse
Eu vejo que é impossivel te abandonar

Nenhum comentário:

Postar um comentário